Descubra os 5 exercícios que ajudam na melhora dos incômodos da ATM

Descubra os 5 exercícios que ajudam na melhora dos incômodos da ATM

Os incômodos provocados pela ATM prejudicam de diversas maneiras os pacientes. Isso porque, além de sentirem dores constantes, ele ainda precisam lidar com algumas limitações na hora de comer ou falar quando o problema atinge um estado grave, por exemplo.

Felizmente, existem técnicas simples que podem fazer com que a disfunção que afeta diretamente os músculos temporomandibulares seja diminuída. A depender do caso, ao realizar os exercícios continuamente, os incômodos são diminuídos e o paciente recupera a sua saúde bucal.

Selecionamos os 5 melhores exercícios usados para diminuir os incômodos dessa disfunção. Confira:

ATM: O que é?

Descubra as 07 doenças bucais mais comuns

Antes de começar a aplicar as técnicas que ajudam na melhora dos incômodos da ATM, é preciso saber o que essa sigla significa. De maneira geral, ela nada mais é do que uma disfunção na articulação temporomandibular, que é responsável por ligar o osso da mandíbula ao do crânio.

São essas articulações que nos permitem falar e mastigar de maneira satisfatória e sem nenhum tipo de incômodo. Assim, quando surgem problemas nessa região, o paciente começa a apresentar diversos problemas, que vão desde dores intensas, até a dificuldade em se alimentar.

Diante disso, o ideal é que assim que o paciente apresentar problemas nessa área, ele procure um especialista de maneira imediata. Caso contrário, a disfunção pode ser agravada e você não será capaz de realizar atividades básicas tais como comer, falar ou sequer bocejar.

Depois de conhecer o que é esse problema, chegou o momento de descobrir quais são os melhores métodos para aliviar os incômodos dessa disfunção:

1 – Abrir e fechar a boca

A primeira dica para aliviar os incômodos dessa disfunção consiste em abrir e fechar a boca. Esse simples exercício pode ser considerado complicado para quem apresenta esse problema bucal, mas é preciso ter paciência para conseguir ter sucesso nesse processo de recuperação.

O ideal é que o paciente fique sentado em uma postura totalmente ereta e posicione a sua língua no céu da boca. Depois disso, é necessário que você tente abrir bem a boca, sem movimentar a língua da posição inicial.

Enquanto isso, mantenha a respiração lenta e expirar pausadamente. Por fim, você tem que fechar bem a boca e, caso não sinta nenhuma dor, faça o mesmo exercício por até 10 vezes. Ao realizar esse exercício durante alguns dias seguidos, você poderá sentir uma melhora considerável na disfunção.

2 – Faça massagem no local

Fazer uma massagem sobre a articulação que liga o osso da mandíbula com o do crânio é considerada uma excelente forma de aliviar os incômodos do ATM. No entanto, para que essa técnica seja eficaz é necessário realizá-la de maneira correta.

O ideal é que o paciente faça uma massagem na área em que sente mais dor com as pontas dos dedos. Os movimentos circulares devem ser realizados em sentido horário e sem muita força.

Em seguida, belisque delicadamente a região usando os dedos indicadores e os polegares. Isso deve ser feito diversas vezes até que o paciente sinta a área um pouco mais relaxada. Essas massagens podem ser finalizadas com o alongamento da mandíbula para baixo, para o lado direito e para o lado esquerdo.

3 – Estimule as bochechas

Diferente do que se pode imaginar, os músculos das bochechas precisam ser estimulados para evitar que a disfunção nas articulações seja agravada. Para isso, o paciente precisa investir na realização de alguns movimentos específicos para relaxar essa área.

Quando o paciente começa a estimular essa área, ele pode sentir uma grande melhora tanto na mastigação, quanto na fala. Além disso, os incômodos provocados pela disfunção são diminuídos.

A dica aqui é que o paciente encha suas bochechas e movimente o ar de um lado para o outro. O ideal é realizar esse movimento pelo menos 10 vezes por dia para conseguir sentir o maxilar mais relaxado e leve. Além disso, o exercício ainda ajuda na elasticidade da pele.

4 – Fale devagar

Segundo especialistas, falar normalmente faz com que você movimente pelo menos 70 músculos do rosto. Por isso, um excelente exercício para conseguir melhorar dos incômodos provocados pela ATM é falar mais devagar, como se estivesse em câmera lenta.

Essa técnica irá fazer com que você sinta como o seu maxilar alonga e relaxa completamente. Mas para isso, é necessário que você realize esse movimento durante 10 minutos por dia.

Em apenas alguns dias, você será capaz de perceber uma grande mudança e diminuição nas dores da mandíbula. Além disso, ainda poderá comer ou bocejar sem sentir incômodos. Não é à toa que os profissionais indicam cada vez mais esse exercício para os seus pacientes.

5 – Boceje muito durante o dia

Apesar de parecer um exercício simples, a prática de bocejar ao longo do dia pode promover resultados surpreendentes. Segundo alguns especialistas, essa técnica também é capaz de contribuir para a oxigenação do cérebro e na melhora da atenção do paciente.

Somado a isso, o ato de bocejar também é considerado um excelente alongamento para os pacientes que sofrem com esse tipo de distúrbio. A dica aqui é que você realize essa prática pelo menos 10 vezes ao longo do dia.

Além disso, também é aconselhado que você boceje com vontade e sem hesitar. Isso irá beneficiar de maneira significativa a redução dos incômodos causados pelo distúrbio e a sua saúde bucal como um todo.

Depois de conhecer quais são os 5 melhores exercícios que ajudam a aliviar os incômodos causados pela ATM, coloque cada um deles em prática para diminuir as dores provocadas por essa disfunção.

Além disso, o ideal é que você sempre procure um especialista para fazer não só o diagnóstico, como também para recomendar o melhor tratamento. É provável que ele também indique o uso de analgésicos e relaxantes musculares.

No Ateliê Facial, você poderá encontrar uma equipe altamente capacitada, que pode fazer a avaliação da sua saúde bucal. Assim, não deixe de marcar a sua consulta e comece o seu tratamento de maneira imediata para evitar o surgimento de problemas maiores.

(21) 99295-5515 (21) 99295-5515